Os Encontros com as Pessoas, as Presidências Abertas da Câmara Municipal do Funchal, prosseguiram ontem as suas visitas de trabalho na freguesia de Santa Luzia, onde vão decorrer até ao final do mês de fevereiro, tendo desta feita o Presidente Paulo Cafôfo, acompanhado pelos respetivos Vereadores, visitado a sede do Agrupamento 101 dos Escoteiros de Portugal, no edifício do antigo Matadouro do Funchal, que é propriedade da Autarquia e que foi cedido para o efeito.

As Presidências Abertas da Câmara Municipal do Funchal preveem, em todas as freguesias, a auscultação das respetivas forças vivas. Já na sede da Chefia, em São Martinho, Paulo Cafôfo foi recebido por Nuno Perry em dezembro, Escoteiro-Chefe Regional, e restantes dirigentes escotistas, que tiveram então oportunidade de fazer uma apresentação ao Executivo camarário daqueles que são os seus quatro agrupamentos no Funchal (n.º 24, 92, 101 e 159) e do seu alargado programa de atividades. Já na altura assumiu natural destaque a conjugação de vontades com a Autarquia para salvaguardar a situação do Agrupamento 101, que também é apoiado anualmente pelo Município, no âmbito dos Apoios Financeiros ao Associativismo.

Paulo Cafôfo considerou que esta era a oportunidade ideal para apresentar ao Agrupamento aquele que é um dos maiores projetos em carteira do seu Executivo, que é justamente a transformação do antigo Matadouro do Funchal, onde o agrupamento está sediado, num centro de criatividade, empreendorismo e inovação social, tendo o Presidente anunciado a novidade de que “conta com os Escoteiros para serem parte integrante deste novo espaço multifacetado e moderno, que terá um auditório para espetáculos, um espaço para exposições, estúdios de som e imagem, instalações destinadas à incubação de startups e, ainda, uma residência artística.” O Presidente vincou, assim, “que faz todo o sentido envolver os Escoteiros neste centro que se quer de empreendorismo social e de criatividade, ainda para mais tendo em conta o seu enraizamento neste local e a vitalidade que lhe têm empregue.”

Hélder Jardim, chefe do Agrupamento, manifestou-se bastante satisfeito por este anúncio, ressalvando que a Câmara Municipal tem sido um parceiro de todas as horas, e enaltecendo que o Agrupamento vai fazer tudo ao seu alcance para justificar a confiança depositada e estar à altura do desafio. Os Escoteiros de Portugal comemoram este ano o centenário do seu primeiro grupo na Madeira.